Home » , » Típico Jantar Japonês ... em minha casa

Típico Jantar Japonês ... em minha casa


Se existe uma pergunta que muitos fazem para mim, ela a seguinte: "- O que você come no jantar?" Pode parecer um pouco estranho esse tipo de pergunta, visto que todos comemos algo de noite. Mas por quê a maioria das pessoas fazem esse tipo de pergunta para mim?

Para respondê-la é importante explicar que possuo grande admiração pela cultura japonesa e em minha mesa - tanto do escritório quanto em casa - possuo livros, dicionários, jogos e uma infinidade de outros objetos que remetem ao Japão.

Se você já me acompanha no Twitter ou no Youtube, com certeza já deve ter visto algum tweet escrito por mim em japonês ou assistido a algum vídeo do qual apresento algum fato curioso da cultura japonesa.

Sabendo disto, vamos para o segundo ponto:

A minha esposa é nissei. Para quem não conhece, nissei é a designação para se referir a segunda geração de japoneses. Como os pais dela nasceram no Japão, era mais que óbvio que a comunicação em sua casa fosse realizada no idioma japonês, logo, toda a parte da cultura - e esta inclui a alimentação - também seria transmitida.

Em nossa casa temos o hábito de comer comida brasileira, porque é mais fácil de encontrar nos supermercados. Porém aos finais de semana compramos ingredientes em mercados japoneses.

A CULINÁRIA JAPONESA
Quando falamos da culinária japonesa muitos lembram daqueles barcos de sushi ou dos rodizios japoneses que temos em tantos lugares. Não culpo você se assim pensa que a comida japonesa é apenas isso.

Para fazemos uma comparação é como se algum estrangeiro dissese que a comida brasileira é apenas feijoada. Mas isso não seria verdade não é mesmo? A culinária brasileira é muito rica. Apenas como título de exemplo liste mentalmente pratos da culinaria regional mineira ou baiana.

Por isso, em casa não comemos apenas shushi, sashimi e temaki. Sim, eles fazem parte do nosso cardápio, mas a comida japonesa é muito mais extensa que isso.

Veja o que tinha em nosso último jantar:

  • Shimeji (cogumelo);
  • Takuan (nabo em conserva);
  • Gohan (arroz sem tempero de sal, alho, etc);
  • Natto (soja fermentada)
  • Guioza (parecido com um pastel com carne de porco);
  • Nori (folha de alga marinha)
  • e um pote de Aonori que é uma pasta de algas verdes.
Já estava esquecendo de mencionar do prato do meu filho. Não preparemos um prato com uma comida diferente. Ele também come da mesma comida que a nossa e aproveitamos este momento para explicar que se deve saborear e não engolir depressa.

Aos poucos ele vai entendendo que existe vida além do sushi e sashimi ou do arroz e feijão, que a maioria dos brasileiros conhece.